ATENDIMENTO AO COVID-19 NA ATENÇÃO PRIMÁRIA NO MUNICÍPIO NOVO AIRÃO-AM

Autores

  • João Ricardo Gloria de Oliveira FACULDADE IBCMED

Palavras-chave:

COVID-19; Coronavirus; Primeros auxilios.

Resumo

A Atenção Primária à Saúde tem um papel fundamental no enfrentamento da COVID-19 no Brasil, pois cerca de 80% dos indivíduos vão ter sintomas considerados leves e moderados e serão atendidos em UBS, medicados e tendo que permanecer em casa em isolamento social. Este artigo tem o objetivo de informar ações médicas contra a COVID-19 em UBS, no município de Novo Airão-AM. Neste estudo serão contextualizadas as experiências vivenciadas na Unidade Básica de Saúde Dr. José Eurípedes, no atendimento dos pacientes suspeitos e positivados da COVID-19. Para o desenvolvimento deste trabalho foi realizado uma consulta nas bases de dados na Medical Literature Analysis (PUBMED/ MEDLINE), Scientific Electronic Library Online (SciELO), protocolo de manejo clínico do coronavírus (COVID-19) na atenção primária à saúde, e outros documentos. As medicações administradas foram a Azitromicina 500 mg, Tamiflu 45 mg ou Aciclovir 200 mg, Cloroquina 150 mg, Hidrocortisona 500 mg, Ceftriaxona 1g, Complexo B1 (ampola) e Vitamina C1 (ampola), orientando sempre o paciente sobre o que está sendo realizado. O tempo de tratamento com medicação foi de 5 (cinco) dias, com mais 15 (quinze) dias de isolamento domiciliar. Durante o tratamento profilático como também terapêutico para síndrome gripal e COVID-19, observou-se melhora dos pacientes sintomáticos após uso das medicações com quadro de estabilidade hemodinâmica, bem como dos sistemas respiratórios, endócrino, cardiovascular, digestivo e imunológico.

Publicado

2020-06-30 — Atualizado em 2020-07-31

Versões

Edição

Seção

Artigos