ÓBITOS DOS PACIENTES INTUBADOS POR COVID-19, EM UTI

Autores

  • Ismael Vieira Borba Filho Nilton Lins

Resumo

A pandemia da Covid-19 trouxe diversas preocupações no que tange às questões relacionadas à saúde pública. Com o contínuo aumento de casos da doença no Brasil e no mundo, é de extrema importância, a análise, estudo e verificação dos procedimentos adotados nos hospitais para atendimento dos pacientes em estado grave. Nesse contexto, esse artigo objetivou a análise das estratégias, recursos utilizados e dificuldades enfrentadas nos atendimentos a pacientes graves com Covid-19, assim como, verificar o percentual de óbitos dos pacientes que são intubados em UTI. Para isso foi necessário consultar base de dados nacionais e internacionais, como a Medical Literature Analysis (PUBMED/ MEDLINE), Scientific Electronic Library Online (SciELO), protocolo de manejo clínico em hospitais, pesquisa da Web e outros repositórios. Além disso, foram descritas informações observacionais de atendimentos em UTI, em Manaus-AM. Verificou-se que dos 20 pacientes observados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 70% vieram a óbito e os demais receberam alta hospitalar. O tratamento utilizado na UTI foi internação e intubação para a realização da Ventilação Mecânica. Ainda não há exatidão de medicamentos e terapias eficientes para eliminar ou minimizar a gravidade da doença. Faz-se necessário utilizar de ferramentas como exames, distância física e uso de máscaras para o combate à doença.

Publicado

2021-12-01

Edição

Seção

Artigos